Pisar nos módulos fotovoltaicos: é permitido ou não?


Sem hesitar, a resposta é NÃO! Apesar de a resposta ser óbvia para alguns, ainda é uma novidade para muitos. Quem nunca se deparou cenas de instaladores apoiando-se ou mesmo pisando sobre os módulos fotovoltaicos?


Lamentavelmente, existem muitas instalações fotovoltaicas realizadas por maus profissionais, despreparados e sem formação para o correto manuseio dos módulos fotovoltaicos.


A imagem a seguir é um exemplo de erros que vêm acontecendo no mercado fotovoltaico brasileiro. A marca de pegada da foto foi capturada em uma instalação fotovoltaica logo após sua inauguração. O cliente, e talvez a própria empresa que vendeu o sistema, não tinha qualquer suspeita sobre a possibilidade de seus módulos terem sido danificados por um profissional despreparado ou mal intencionado durante o serviço de instalação.


Não acredita que um passo pode danificar o módulo? Então veja abaixo o resultado de uma termografia de módulo fotovoltaico em funcionamento. A termografia é uma fotografia realizada com câmera de infravermelho, capaz de identificar a temperatura em toda a extensão da superfície do módulo fotovoltaico. Pontos e regiões quentes, com temperaturas bem acima do normal, são um indício de que existe algum problema na parte do módulo afetada. 

O procedimento de termografia é normalmente realizado durante o período de teste do sistema fotovoltaico. Conhecido como comissionamento, os testes tem o objetivo de detectar inconsistências e defeitos nas instalações e nos equipamentos fotovoltaicos. Além de ferramentas adequadas, a experiência e a atenção do profissional são muito importantes para a detecção de defeitos. A termografia dos módulos pode revelar a existência de hotspots (pontos quentes) causados por células fotovoltaicas defeituosas.


Não é raro ver instaladores pisando sobre módulos, derrubando módulos ou empilhando módulos sem cuidado. O módulo fotovoltaico precisa ser manuseado com cuidado. Qualquer tipo de impacto, mesmo uma leve pisada, pode causar microfissuras nas células fotovoltaicas. As microfissuras são invisíveis e seu efeito só pode ser detectado através de ferramentas especializadas.


Um módulo defeituoso pode comprometer o desempenho do sistema ou pode causar um incêndio em casos extremos. O defeito não será percebido se a análise térmica não for realizada durante o comissionamento do sistema.


E se o módulo já veio com defeito, como vou saber? É essencial a utilização de módulos de fabricantes e fornecedores confiáveis. Os grandes fabricantes têm os seus produtos certificados por normas internacionais.


Disponível em: Canal Solar (https://canalsolar.com.br/index.php/artigos/artigos-tecnicos/item/14-podemos-pisar-nos-modulos-fotovoltaicos). Acesso em: 08/04/2020.


Contato: (41) 3016-7181 | WhatsApp: (41) 98854-7552

Rua Umuarama, 118, Galpão 22 - Bairro Emiliano Perneta, Pinhais - PR, 83325-000, Brasil

Rod. Estadual SC 108, S/N, KM 333 – Bairro Samuel Sandrini, Orleans - SC, 88870-000, Brasil

 

powercom@powercombrasil.com.br

© 2018 by Another Other